Geral
03
Novembro 2018
Carga de Ombro. Samuel Úria
Carga de Ombro. Samuel Úria
Sábado, 03 de Novembro de 2018 | 21h30
Local: Teatro Virgínia
Público alvo: M6anos
Duração: 1h15


Devia ser cada vez mais fácil decifrá-lo. Mas não é. Samuel Úria é rebuscado,
cifrado e, para dificultar a tarefa, está cheio de conteúdo para desvendar.

Ouvimos neste disco vários momentos aparentemente opostos, e quase de forma
alternada de faixa para faixa - o som da força e da perseverança é o grito de ar nos
pulmões que impele um amigo a sair do chão; que repreende a estupidez
de misturar saber com opinião, e denuncia o ridículo do medo que leva
ao silêncio. E depois, o sussurrar de um segredo confessado quando nos diz
que quer estar pronto a dizer “não sei”, que quer ser apenas mais um; mais
um homem, vulgar e comum.

Quando em concerto, lá aparece ele em palco cheio de luz num passar único
e genuíno como só ele próprio. Volta e meia dança com aquele ar meio
desengonçado, cheio de um ritmo muito dele, parecendo um gigante que
se vai desconjuntar mas que aproveita cada momento dessa desestruturação,
com prazer e alegria contagiantes.

Márcia
extraído de texto escrito quando do lançamento de Carga de Ombro

Voz, guitarra elétrica, Guitarra Acústica Samuel Úria
Teclados e Voz Silas Ferreira
Guitarra elétrica e Voz Jónatas Pires
Baixo e Voz António Quintino
Bateria e Voz Tiago Ramos



Bio________________________________________________________________________
Proveniente do punk, rock’n’roll e da estética low-fi, Samuel Úria tem ganho notoriedade
desde 2008, altura em que se nos deu a conhecer. Singular na língua materna, nas
melodias e na relação com o público, aos poucos se gerou o culto e assomou a expectativa,
consagrando Samuel Úria como o mais interessante cantautor do século XXI português.
stqqssd
 
 
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31
 
 
Desenvolvido por